Sobre o Firebird

O Firebird é um fork do banco de dados Intermade, desenvolvido em 2000, apenas uma semana depois do Interbase ficar em open-source. A primeira versão estável deste novo código foi lançada em 2004, com a migração de C para C++ em curso desde 2000.

Suportamos o Firebird diretamente em nossos produtos! Não são necessários drivers adicionais e pode se conectar diretamente ao seu banco de dados.

O Firebird tem sido melhorado ao longo dos anos, mas continua sendo usado na maior parte dos bancos de dados locais, não tanto para conexões remotas. O Firebird usa MVCC (controle de concorrência multiversão) herdado do Interbase, evitando assim conflitos em transações simultâneas. A desvantagem do MVCC é que requer uma limpeza periódica do banco de dados.

A parte boa é, que sendo um banco de dados em open-source, não tem limites de tamanho, uso de memória nem de outras coisas semelhantes. As versões gratuitas de bancos de dados mais pesados (como o DB2, Oracle ou o SQL Server) são limitados nos recursos que é possível usar para não competirem com as suas versões comerciais. Sua incompatibilidade com trabalho remoto se reflete até no fato de que você precisa saber exatamente a localização no banco de dados, no sistema do servidor quando se conecta com o servidor remoto. O Firebird não consegue competir com bancos de dados desenhados para trabalhar em modo cliente/servidor.

Há muitos testemunhos sobre a falta de fiabilidade dos servidores do Firebird, mas menos nas versões mais recentes. Contudo, o tempo entre lançamentos é muito longo. O Firebird consegue rodar ficheiros do Interbase, contudo, é retrasado comparando com lançamentos mais recentes.